10 maio 2015

OBJETIVOS DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS RURAIS DE ESPERANTINA-PI



OBJETIVOS DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS RURAIS DE ESPERANTINA-PI

Defender os interesses coletivos e individuais da categoria trabalhadora rural do município de Esperantina-PI, inclusive em questões judiciais ou administrativas;


Desenvolver, organizar e apoiar as ações que visem a conquista de melhores condições de vida e de trabalho para a categoria trabalhadora rural e para o conjunto da classe trabalhadora;


Defender e lutar pela manutenção e ampliação das liberdades e garantias democráticas como instrumento de defesa dos direitos e conquistas dos trabalhadores, trabalhadoras e suas organizações;


Participar das instâncias deliberativas do MSTTR, encaminhando as suas decisões;

Defender e promover a unidade e solidariedade entre os trabalhadores em nível municipal, estadual, nacional e internacional;


Participar da elaboração e implementação de um projeto de desenvolvimento rural sustentável e solidário, visando:

a.           Valorização e fortalecimento da agricultura familiar, com o estabelecimento de uma política agrícola diferenciada;

b.           A realização de uma ampla e massiva Reforma Agrária, com a participação dos trabalhadores e trabalhadoras e de suas entidades representativas, que assegure a democratização do acesso á terra;

c.            A organização da produção, comercialização, financiamento e assessoramento técnico que promova o desenvolvimento social e econômico dos trabalhadores e trabalhadoras rurais;

d.             A melhoria das condições de salário, de trabalho, de segurança e de vida para os assalariados e assalariadas rurais;

e.           O acesso dos trabalhadores e trabalhadoras rurais às politicas públicas de educação do campo, de saúde, de lazer, de habitação e outras, gratuitas e de qualidade, que atendam ás especificidades do setor rural;

f.         O acesso de todos os trabalhadores e trabalhadoras rurais aos benefícios da Previdência Social e da Assistência Social, que devem ser públicas, universais e solidárias;

g.         Um meio ambiente saudável e equilibrado, promovendo o seu manejo racional e sustentável, contribuindo para a qualidade de vida das gerações futuras;

h.           A preservação do patrimônio artístico e cultural dos trabalhadores e trabalhadoras rurais e de seu município;

i.           Acesso das mulheres, juventude e 3ª idade a politicas públicas especificas, que atendam as suas necessidades e promovam o seu desenvolvimento sócio-econômico;

Lutar contra qualquer forma de discriminação por motivo de sexo, idade, cor, raça, etnia, estado civil ou crença religiosa;

Lutar por uma organização sindical democrática, autônoma, participativa, auto-sustentada e classista, livre de qualquer tipo de interferência ou intervenção externa ao MSTTR, que promova;

a.         A participação dos associados e associadas nas ações das entidades;

b.         A transparência, eficiência e eficácia na gestão politica, administrativa e financeira da entidade;

c.        A valorização e participação igualitária da mulher trabalhadora rural em todas as instancias sindicais, espaços de trabalho e representação social;

d.         A valorização e participação dos trabalhadores e trabalhadoras da terceira idade e da juventude nas ações sindicais, encaminhando suas reivindicações específicas;

e.        A formação política, sindical e profissional dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, proporcionando o surgimento e afirmação de novas lideranças;

Nenhum comentário:

Postar um comentário