27 maio 2013

BIOGRAFIA DE CLAUDEMIRA REGINA DE CARVALHO FORTES


CLAUDEMIRA REGINA DE CARVALHO FORTES

D. MIRÊTA FORTES

Claudemira Regina de Carvalho Fortes nasceu no dia 27 de Novembro de 1898, no lugar Lagoa da Serra, Município de Batalha, Estado do Piauí, filha de Albino Borges Leal ( Capitão da Guarda Nacional) e de Claudemira Regina de Carvalho. Viveu sua infância entre as fazendas Lagoa da Serra e Caraíba - Município de Batalha. Fez estudos de alfabetização e primeiras letras em sua própria residência, tendo como mestre seu primo e amigo Raimundo Borges de Carvalho ( Mundico Borges), poeta de saudosa memória. 

Durante a sua juventude participou de atividades sociais, na localidade retiro da Boa Esperança ( hoje cidade de Esperantina), onde era muito estimada. Parente e amiga de D. Matilde de Melo Rabelo ( Esposa do Cel. Manoel Lages Rebelo) com quem teve convivência muito amiga, passou temporadas na Fazenda Caraíba, onde residia o casal, quando conheceu aquele que viria a ser seu conjugue, o Senhor Francisco de Sousa Fortes. Casou-se no Retiro, no dia 02 de Abril de 1916, conforme a certidão de casamento ( Casamento Civil). A celebração do casamento religioso ocorreu no dia 21 de Outubro de 1916. Passou então, a residir no retiro da Boa Esperança, um Povoado de Pequeno arruado. Do casal nasceram 15 filhos, dos quais apenas 09 atingiram a maioridade: Francisco das Chagas Fortes, Maria Zuleika Fortes ( Santos), Raimundo Nonato Fortes, Hardí de Passavan Fortes, Maria de Jesus Fortes, Juarez de Sousa Fortes, Dilke Fortes, Francisco de Assis Fortes e Maria de Lourdes Fortes (Monte).

Por decreto do Prefeito de Esperantina, Wagner de Souza Campos foi nomeada Secretária guarda –livros da Prefeitura Municipal de Esperantina em 13 de Maio de 1947 exercendo o cargo até fins de 1949.
Claudemira Regina de Carvalho Fortes (Mireta Fortes) foi a primeira mulher a governar o município de Esperantina-PI, no período de 11 dias ( 28 de Janeiro a 08 de Fevereiro de 1948). Através da Circular N° 351, de 28.01.48, do então Governador do Estado do Piauí, Dr. José da Rocha Furtado, fora designada, na qualidade de secretária da Prefeitura Municipal de Esperantina, para responder pelo expediente de Prefeito, em virtude da renuncia do Prefeito Wagner se Sousa Campos, que lhe transferiu o cargo.
Dona Claudemira Regina de Carvalho Fortes viveu em Esperantina até Julho de 1972, quando passou a residir em Teresina, com seus filhos, Francisco de Assis Fortes e Maria de Jesus Fortes.

A primeira mulher a governar o município de Esperantina faleceu em Teresina no Hospital Santa Maria, acometida de pneumonia aguda, em 20 de Abril de 1983, faleceu com 84 anos e cinco meses. Seu sepultamento ocorreu na cidade de Esperantina, tendo recebido Honras de Chefe do Município. O prefeito Manoel Lages Filho decretou luto oficial de três dias. Durante o cortejo fúnebre, acompanhado por grande número de pessoas, sua urna funerária foi coberta dom a Bandeira do Município de Esperantina, criação de seu filho, Professor Francisco de Assis Fortes.

CURIOSIDADE

Pelo Decreto N° 01, de 04 de fevereiro de 1948, o mesmo Governador do Estado do Piauí, Dr. José Rocha Furtado, nomeou para o cargo de Prefeito Municipal de Esperantina o Cidadão Francisco de Sousa Fortes, que tomou posse em 09/02/1948 perante sua esposa Dona Claudemira Regina de Carvalho Fortes, Secretária Guarda –livros da Prefeitura. Na época um caso inédito no Brasil, um conjugue substituir o outro no governo de um município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário