27 maio 2013

A História do 1° de Maio em Esperantina-Piauí

A História do 1° de Maio em Esperantina-Piauí

 
A classe trabalhadora do mundo inteiro comemora o 1° de Maio como um momento forte de luta e defesa dos interesses e direitos da própria classe Trabalhadora. Em Esperantina há muitos anos é comemorado. 
 
Teve inicio no dia 1° de Maio de 1962, quando o Padre Oséias celebrou a a Missa dos Trabalhadores com a bênção das ferramentas de trabalho , e além da bênção houve uma passeata pelas as ruas de Esperantina. 
 
Em 1° de Maio de1963 o Padre Oséias novamente celebrou a santa missa e abençoou as ferramentas e fizeram passeata pelas as ruas de Esperantina.
Assim continuou a mesma programação até o ano de 1970, já no dia 1° de Maio de 1971 houve somente a celebração da missa do Trabalhador e a bênção das ferramentas de trabalho. Sendo que no dia 12de Setembro de 1971 é fundado o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Esperantina-PI.
No ano de 1972 a paróquia de Esperantina estava aos cuidados do Padre Sabino, o qual Celebrou somente a missa em 1° de maio de 1972.
De 1973 a 1975 houve somente a celebração da missa em homenagens aos trabalhadores Rurais de Esperantina ( 1° de Maio).

Já no 1° de Maio de 1976 não houve a celebração da Missa do Trabalhadores Rurais. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais fez o hasteamento da Bandeira Nacional, canto do Hino Nacional e do hino do Piauí. Foi servido um vasto café da manhã pelo o STTR de Esperantina-PI.
No ano de 1977 Padre Ladislau assume a a Paróquia Nossa Senhora da Boa Esperança. No 1° de Maio de 1977 o Padre Ladislau celebrou a missa e fez a benção das ferramentas de trabalho e em seguida realizaram uma passeata. Foi ai que o STTR começou a participar de uma forma mais organizada.
No 1° Maio de 1978 houve a mesma programação e cada vezmais pessoas participavam das passeatas.
Em 1° de Maio de 1979 o Sindicato fez o Hasteamneto da Bandeira Nacional. Houve a celebração da Missa do trabalhador com a benção das ferramentas, e em seguida fizeram a passeata com os instrumentos de trabalho. A passeata foi acompanhada de São José Operário.
No 1° de Maio de 1980 o Sindicato dos Trabalhadores fizeram o Hasteamneto da Bandeira Nacional, teve a celebração da Missa do Trabalhador, a bênção das ferramentas de trabalho, a passeata foi acompanhada de São José Operário. Teve a dramatização feita pelos os Jovens mostrando a situação de injustiça e exploração em que os Trabalhadores enfrentavam no dia a dia.
No 1° de Maio de 1981 o Sindicato dos Trabalhadores fizeram o Hasteamneto da Bandeira Nacional, teve a celebração da Missa do Trabalhador, a bênção das ferramentas de trabalho, muitos dos participantes levaram faixas e cartazes de denuncias.
A passeata foi acompanhada de São José Operário. Na véspera houve Leilão.
No dia 1° de Maio de 1982, foi o ano que entrou na memória dos trabalhadores de Esperantina, foi o 1° de Maio em que houve a repressão e ´´ perseguição ´´. Os trabalhadores foram impedidos pela Policia Militar , todos os Policiais estavam com armas em punho e pediam para não realizaram a passeata com as ferramentas de trabalho. O povo foi escoltado até a igreja Matriz.
No 1° de Maio de 1983 os Trabalhadores fizeram somente a passeata, sem os instrumentos de trabalhos, somente levaram faixas e cartazes denunciando as injustiças e opreção.
Desde o 1° de Maio de 1983 que os Trabalhadores não levaram mais as ferramentas de trabalho, somente postam faixas e cartazes, carro de som. Sendo que a tradição da celebração da missa nunca deixou de acontecer.
Hoje o 1° de Maio é muito organizado, o STTR de Esperantina é quem realiza todo o evento, é celebrado a Missa na Igreja Matriz é feita a Passeata pelas as principais Ruas de Esperantina, realiza-se, festa dançantes para todos os participante, é servido almoço, e além disso; ainda tem a o apoio de outras entidades.


Nenhum comentário:

Postar um comentário