02 abril 2013

A SANSÃO DE ESPERANTINA-PI

Contam as pessoas de idade avançada, que havia no lugarejo chamado de Taquari município de Esperantina, uma criança que tinha uma força física extraordinária. Seus pais, por circunstancias, saíram de lá para residir em um local, que ficava próximo de Barras Piauí (18Km). As margens do Riacho Taquari, que fica divisa de Esperantina com Barras.

Na nova morada Sansão trabalhava na roça por vinte homens. Um certo dia, foi para Barras vender uma carga de milho para com o dinheiro comprar um remédio de urgência. Chegando a uma casa comercial, ofereceu e justou o preço com o comerciante Cel. Fernando Carvalho, que pagou dizendo: Onde está o milho? Sansão alegou que ainda estava na roça, mas nesses dias traria o milho; então o Cel. Revidou:Adeus minha carga de milho! Passados alguns dias, chegou com a carga de milho e disse, não encontrei o animal e trouxe nos ombros. O comprador interrogou-o: Como assim? – O senhor nunca ouviu falar do Sansão do Retiro? – Já ouvir, é você? Vou lhe dar um jumento de presente, e leve mais cinqüenta mil réis, traga a sua muda e venha tomar conta das minhas propriedades.
Em Esperantina, ainda residem vários descendentes do Gigante conhecido como Sansão.

O fato aconteceu em junho de 1913. O gigante trouxe os dois paneiros de milho nos ombros usando uma estaca grossa de unha de gato, o coronel para acreditar, fez como são Tomé, olhou as marcas dos seus ombros, como quem dizer só acredito vendo.

Autor deste conto: Francisco Teodomiro de Carvalho Neto do Livro, ‘’
CONTOS, FICÇÃO E MINHAS POESIAS’’

Nenhum comentário:

Postar um comentário