24 dezembro 2012

ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE ESPERANTINA











 
QUANDO NÃO TINHA A PONTE RIO LONGÁ, ERA USADO UM PONTÃO PARA ATRAVESSAR AS PESSOAS E OS TAMBÉM OS CARROS. O LUGAR ERA EXATAMENTE HOJE ONDE É O BOSSUET. O NOME DA PASSAGEM CHAMAVA DE: POSTO DA PASSAGEM.

PONTE RIO LONGÁ



FOI O ESPERANTINENSE QUE FOI O ENGENHEIRO RESPONSAVEL PELA A CONSTRUÇAO DA PONTE SOBRE O RIO LONGÁ, E TAMBÉM FOI O MESMO QUE CONSTRUIU O ZIMBRAZÉM DE ESPERANTINA. A EMPRESA SE CHAMAVA DE: SIU LTª

O DONO DOS TANQUES SEGUNDO OS RELATOS PERTENCERAM A FRANCISCO RICARDO ( CHICO RICARDO)

PARA VIAJAR PARA PARNAIBA, A ESTRADA ERA PASSANDO PELO O BEBEDOURO ATÉ A MALHADO DO MEIO, FUNCIONAVA COMO UMA ESTAÇÃO. ENTRE OS CARROS QUE FAZIAM HORARIOS PARA PARNAIBA ERAM: PAULO PIAUI – PEDRO URUBINA E SENHOR ESTÁQUIO. ERA OS FAMOSOS PAU DE ARARA. ( CAMINHÃO FORD)



UMA DAS PESSOAS QUE CURTIAM COURO NOS TANQUES ERA O SENHOR INACIO MENDES

BERNARDO VAQUEIRO ERA VAQUEIRO DE BEBE LAGES, BEBE LAGES É PAI DE DOUTOR ALMIR OS MESMO SENDO PROPRIETÁRIO DA FAZENDA BEBEDOURO.

A ILUMINÇAO DE ESPERANTINA FUNCIONAVA ASSIM:

AS SETE E MEIA TOCAVA UMA SIRENE AVISANDO QUE MEIA HORA DEPOIS AS LUZES IAM SER DESLIGADAS, OU SEJA; AS PESSOAS TINHAM MEIA HORA PARA SE RETIRAREM PARA AS SUAS CASAS. OS MOTORES FICAVAM, ONDE É HOJE A CAMARA DOS VEREADORES. ERA SEU DIMA E ANTONIO CABEÇA QUENTE OS RESPONSAVÉIS PELA A ILUMINAÇÃO DA CIDADE. O ULTIMO POSTE DE LUZ CHEGAVA ATÉ A CASA DO GEROME LUSTOSA, PRÓXIMO CEMITÉRIO DOS CIGANOS. CENTRO DE ESPERANTINA. TAMBÉM ERA A PRINCIPAL RUA DE ESPERANTINA E AO REDOR SÓ EXISTIAM ALGUMAS CASAS.



NAS DECADAS DE 37 As ELITES FAZIAM FESTA PARA A 1° E 2°; OU SEJA, SEPARAVAM AS CLASSES SOCIAIS. A ELITE DE 1ª FAZIAM SUA FESTAS POMPOSA NO CASSINO AO SOM DE BANDA DE MUSICA. E JÁ O POVÃO FAZIAM SUAS FESTAS NO SEGUNDO ANDAR DA ANTIGA PREFEITUA DE ESPERANTINA, HOJE ONDE É, A SECRETARIA DE SAUDE DE ESQUINA COM A PRAÇA LEONNIDAS MELO.



NO BAIRRO NOVA ESPERANÇA FAZIAM FESTAS EM CASARÕES E PARA SEPARAR A ELITE DOS POBRES, SEPARAVAM COM UM IMENSSA CORDA.



Nenhum comentário:

Postar um comentário