03 maio 2012

Quem Foi o Saudoso Raimundo Lira


(Em breve postarei a foto)

Raimundo Lira nasceu em 18 de Novembro de 1943, na localidade  Canto do Caboclo próximo ao Jacaré da Vermelha, Município de Esperantina.  Não é fácil transcrever essa história de Luta de um simples homem do campo  que desde muito cedo despertou para defender seus companheiros de luta. Não fez faculdade, mas deixou um exemplo de perseverança invejável a qualquer acadêmico dos dias de hoje. Um homem que nasceu e se criou na roça, mas que tinha uma visão do futuro, desde cedo procurou organizar os Trabalhadores Rurais, para que pudessem lutar pelos seus direitos. Tinha a bíblia como sua faculdade da vida, era bastante religioso e a cima de tudo era um homem de muita fé. Um homem que foi um bom filho, um bom pai e um bom esposo. Foi dentro dos movimentos sociais que ficou mais conhecido, tinha o discurso firme e que impressionavam as pessoas pela facilidade de se expressar. Chegou a ser Delegado Sindical de ‘’Jacaré de Vermelha’’ foi militante da ACR (animação dos cristãos no Meio Rural), foi um dos fundadores do PT (Partido dos Trabalhadores) em Esperantina. Foi Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Esperantina e participou de vários congressos da CUT  no Piauí e também em Brasília.
Homem da roça, cristão comprometido com os mais humildes, lutador incansável, não temia os poderosos. Enfrentou várias vezes a polícia, pois o lema era defender os Trabalhadores rurais. E foi nessa luta de defender a luta dos trabalhadores que foi chamado em maio de 1983 pela Polícia Federal em Teresina, onde foi humilhado e  pressionado. Homem destemido, não pode perder a caminhada. O seu maior sonho era que  todos os trabalhadores fossem respeitados e tivessem seus direitos.  RAIMUNDO LIRA perdeu a vida em nome da causa social. Sempre estava atrás de novas experiência, novas expectativas e foi no dia 12 de Abril de 1987, domingo de ramos era 11:horas da manhã quando o carro que viajava de volta de Paulistana perdeu o pneu trazeiro e tombou fora da pista... Raimundo Lira faleceu na hora, não falou nada e nem pediu  socorro. Estava a trabalho, onde foi apoiar  a chapa de oposição do Sindicato dos Trabalhadores Rurais daquele Município.
A notícia chegou no Sindicato dos Trabalhadores de Esperantina, comovendo todos os companheiros de todos os movimentos sociais, principalmente seus companheiros do Sindicato dos Trabalhadores o qual era Presidente daquela entidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário