26 outubro 2009

O talento ainda não reconhecido


Manuel Amorim, 20 anos, Esperantinense, estudante e há mais de 12 anos vem trabalhando a argila e por último vem se dedicando a arte de esculpir em madeira. Manuel dotado de significativo talento nato para arte de esculpir, tendo participado de exposições e feiras de artes a nível estadual, no entanto impedido pela degradação natural da matéria prima (argila) de encontrar êxito financeiro e evolutivo na referida arte, ainda não é reconhecido por causa da dificuldade de apoio que ainda não encontrou por parte da prefeitura e nem sociedade civil. já fez infinitas encomendas, mas ainda está a disposição para eventual apoio a essa arte tão escassa nessa cidade, pois o mesmo presisa de ferramentas e também fazer oficinas em Teresina para se capasitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário